sábado, 27 de junho de 2015

A Educação no Ceará é modelo para o Brasil.


Professor Antonio Carlos Batista


O então governador Cid Gomes participou do lançamento do Pacto Nacional pela Alfebetização na Idade Certa (PNAIC). O programa foi lançado pela presidente Dilma Rousseff, e é inspirado no Prograna Alfabetização na Idade Certa (PAIC) implantado pelo Governo do Estado desde 2007. O PNAIC traz um conjunto de medidas na área de educação para garantir que todas as crianças estejam alfabetizadas até os 8 anos de idade.
O programa prevê avaliações anuais, realizadas pelo Inep (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais), dos alunos concluintes do 3º ano do ensino fundamental. Atualmente, os alunos do ensino fundamental já são avaliados pela provinha Brasil no início e no término do 2º ano e pelo Saeb (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica) e a Prova Brasil nos 5º e 9º anos.
Um dos eixos do pacto é a formação continuada de professores alfabetizadores, que visa formar uma rede de professores orientadores de estudo. Os outros eixos do programa são: materiais didáticos, literatura e tecnologias educacionais; gestão, controle e mobilização social, além de avaliações.
Entre as ações do pacto, está prevista a distribuição de 26,5 milhões de livros didáticos nas escolas de ensino regular e do campo, 4,6 milhões de dicionários, 10,7 milhões de obras de literatura e 17,3 milhões de livros paradidáticos.
O programa é uma parceria entre o MEC, instituições de ensino superior e os sistemas públicos de ensino dos Estados, Distrito Federal e municípios que aderirem ao pacto. Espera-se a participação de 5,3 mil municípios.
Daí a necessidade da criação de uma proposta curricular para o estado do Ceará. A proposta é uma das principais ferramentas de apoio para professores de todos os municípios que aderirem ao programa e foi construída para facilitar e apoiar o andamento do programa e suas peculiaridades. Um grande passo na educação brasileira e na solidificação de uma educação de qualidade para todas as crianças do ensino fundamental I.
Como professor formado em Letras pela Universidade Regional do cariri – URCA e mais de 20 anos dedicados a educação mauritiense, participei desde os primeiros momentos da implantação do PROGRAMA Alfabetização na Idade Certa – PAIC no estado do Ceará, e fui um dos primeiros formadores do ensino fundamental, do 1º ao 5º Ano de Língua Portuguesa. Isso contribuiu não apenas para meu crescimento individual como me possibilitou fazer parte de um momento de suma importância para a educação do nosso estado e consequentemente do nosso país, sendo o único Professor de Mauriti a integrar a equipe nas oficinas para a construção da primeira Proposta Curricular de LÍNGUA PORTUGUESA (1º ao 5º ano do Estado do Ceará – Pressupostos, habilidades e orientações didáticas) Volumes I e II do PAIC+5.
Essa proposta nasceu da necessidade de professores e gestores, técnicos e secretários de educação, de caminharem numa mesma direção e compartilharem de um mesmo ideal, todas as crianças alfabetizadas na idade certa. Sonho esse nascido no Ceará e hoje compartilhado com todas as escolas do nosso país. Daí a suma importância desse momento na educação.
Participei dos encontros com a equipe do Professor Antonio Carlos Batista e sob a organização da SEDUC, para a revisão e complementação da Proposta Curricular do 1º ao 5º ano das escolas públicas municipais conforme registro nas páginas 190 do volume I e 101 do Volume II. O reconhecimento pelo governo federal do valor do Projeto PAIC e da importância da experiência cearense, mexe com o ego de todos nós, Professores e Professoras que fazemos parte desse novo norte dado à educação brasileira.

José Vanderto Pereira Leite