quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Mulher mais idosa do Ceará é do município de Mauriti.

A mulher mais idosa do Ceará é da região do Cariri e completa nesta quinta-feira 113 anos de idade. A aposentada Maria Erundina da Conceição, chamada carinhosamente de Mãe Deru, nasceu no dia 22 de janeiro de 1902, no Distrito de Nova Santa Cruz no município de Mauriti. Atualmente, reside na Rua Benjamin Constant (Bairro Populares) naquele município, com um filho, a nora e oito netos. A lucidez ainda está presente, mas a idade não a deixa mais caminhar sozinha e a visão está um pouco prejudicada.
A memória traz a tona momentos diversos de encontros com o Padre Cícero com quem até chegou a se confessar. Quando o sacerdote morreu no ano de 1934 em Juazeiro, Mãe Deru já contava com 32 anos e esteve no sepultamento. Recorda ainda ter dormido três noites dentro do mato junto a familiares com medo de Lampião e do tempo dos coronéis. Ela era agricultura e conta que criou os oito filhos “no Cabo do Frei Jorge” como costumam apelidar a enxada e se referindo ao trabalho intenso na roça após ficar viúva.
Para se ter uma idéia, Mauriti tinha apenas 12 anos de emancipação política quando Mãe Deru nasceu. Agora, aos 113 anos, a aposentada lembrar ter sofrido muito como agricultora para criar os filhos e, ainda hoje, tem dificuldades para sobreviver com o salário da aposentadoria. Ela mora com o filho mais novo, Antônio Nicolau, que é conhecido por “Canjica”.

Fonte: Demontier Tenório com fotos do Facebook. 
Mãe Deru fotografada em 2014 no aniversário de 112 anos

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Mauritiense tem artigo lançado na revista Gestão & Regionalidade.

Maria Aumeliana Pereira Sampaio
EFEITOS DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SOBRE OS GASTOS DAS FAMÍLIAS BENEFICIÁRIAS EM MAURITI, CEARÁ

O Programa Bolsa Família (PBF) representa a unificação dos doze programas já existente e tem como objetivo principal combater a miséria e a fome no Brasil, propiciando o atendimento as famílias em situação de extrema pobreza e de pobreza e, por consequência, possibilitando melhor bem-estar social a essas famílias. Assim, este estudo avalia os efeitos do PBF sobre os gastos das famílias beneficiárias no município cearense de Mauriti. Para atender esse objetivo, foram empregados os métodos de análise tabular e descritiva e o teste t de Student para dados pareados. Os resultados indicam que há diferenças significativas entre os tipos de gastos realizados pelos beneficiários antes e depois que receberam o benefício do PBF. Verifica-se também que as famílias beneficiárias gastam a renda principalmente com gêneros alimentícios, passando a diversificar a cesta básica e melhorando a alimentação. Portanto, apesar das críticas recebidas por alguns estudiosos, o programa apresenta efeitos positivos.

Veja o artigo na íntegra acessando aqui.