quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Tasso e Eunício fazem nova visita à Mauriti.





               Fotos: Eunício Oliveira.

Prossegue acelerada a construção da Fazenda da Esperança.


Iniciada no mês de agosto último, por iniciativa da Diocese de Crato, prossegue em ritmo acelerado a construção da Fazenda da Esperança Padre Cícero, no município de Mauriti- CE.
Neste final de semana, iniciado dia 21, a construção da Fazenda da Esperança Padre Cícero atingiu o estágio de 10% das obras, estando o primeiro pavimento – destinado ao alojamento – em ponto de coberta. Os demais pavimentos estão com os alicerces concluídos e esta semana serão iniciadas a construção das paredes de alvenaria.
A Fazenda da Esperança é uma comunidade terapêutica administrada pela Igreja Católica, que se destina ao tratamento e recuperação de dependentes de drogas e álcool. O modelo terapêutico da instituição baseia-se em três eixos: espiritualidade, convivência e trabalho, apostando no contato com a natureza, cultivo da terra e criação de animais.

Fonte: Diocese de Crato.

As águas do São Francisco estão chegando. Falta pouco.



Na manhã desta quarta-feira, fui, mais uma vez, ver de perto a execução do projeto da transposição de água do rio São Francisco. Fui até o estado do Ceará. Lá, no município de Mauriti, está o lote seis (6), onde está sendo construído um  canal de uma extensão de 45 Km.
Conversei com o encarregado geral da obra sobre a execução  desse canal. O  mesmo falou-me que há 1200 operários trabalhando para que essa obra seja entregue no de 2015.Segundo ele, essa  “obra social é de grande importância para os doze milhões de nordestinos”.
Conversei com diversos operários, todos disseram-me que o projeto de transposição está sendo executado a todo vapor. O trabalho está em ritmo acelerado. E para minha alegria, ainda falaram: padre, pode ter certeza, em 2015 as obras da transposição serão concluídas.
Ao constatar in loco que as obras estão andando de forma acelerada, fiquei muito feliz. Pensei: graças a Deus, o sonho de milhões de nordestinos vai  tornando-se uma realidade concreta e existencial. Só não acreditam os de má-fé, os que são levados pelo lado da politicagem barata, inócua, que não pensam o bem-estar do povo nordestino.
Por ter conhecimento de causa, afirmo peremptoriamente que o projeto de transposição está sendo executado a todo vapor. Eis a grande VERDADE.
O cristão que disser que as obras da transposição estão paradas está mentindo. E quem mente está na contramão de Jesus Cristo que falara somente a verdade.

Fui e vi. A verdade tem que ser dita!

          Pe. Djacy Brasileiro.



               Fonte: São Mamede 1.

Um amor que não tem explicação...


segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Família comemora os 111 anos bem vividos de dona Amélia.




        Eminentemente Católica, nascida no dia 20 de setembro de 1903 no sítio Oitis, do vizinho município de Milagres, e uma história vivida ao lado de parentes e amigos no distrito de Palestina do Cariri, em Mauriti. Descendente de índios, aprendeu costumes e tradições culturais como o uso de ervas medicinais, religiosidade e culinária. Conheceu e recebeu com 11 anos de idade a benção de Pe. Cicero Romão Batista. Aos 23 anos viu o bando de Lampião circular pelas ruas de Juazeiro do Norte. Lembra do Conflito Armado em 1914 na região do Cariri. Com Antônio Nunes, seu primeiro esposo, dona Amélia teve cinco filhos: José, Maria, Nininha, Demar e Teixeira, ficando viúva. Casou-se um ano depois com seu cunhado Jacó Nunes e teve mais uma filha chamada Benisa. Hoje, são mais de 33 netos, mais de 68 bisnetos e 12 tataranetos.

Fonte: Wagner Juca Teixeira.